Oblomov [Обломов]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Oblomov [Обломов]

Mensagem por Mat em Sex Set 28, 2012 6:19 pm

Alguém já leu?
A Cosac está traduzindo, já ta perto de lançar, acho.



É o mais conhecido romance do escritor russo Ivan Goncharov, publicado pela primeira vez em 1859. Oblomov é também o nome dado ao herói do romance, muitas vezes visto como a última encarnação do homem supérfluo, uma característica simbólica na literatura russa do século 19. Este romance foi comparado a Hamlet de Shakespeare por responder "Não!" à questão "Ser ou não ser?".

Oblomov é um jovem e generoso nobre incapaz de tomar decisões importantes ou empreender quaisquer acções significativas. Ao longo da história ele passa a maior parte do tempo na cama ou no sofá - durante as primeiras 150 páginas do romance, Oblomov não consegue sair de sua cama. O livro foi considerado uma sátira à nobreza russa cuja função econômica e social era cada vez mais posta em cheque na Rússia em meados do século XIX.

Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Becco em Sab Set 29, 2012 7:21 am

Não, mas me interessei pela sinopse. Quando sair, é cofre.

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por César em Seg Out 01, 2012 10:45 am

Li essa edição da Penguin. É bom porém bem datado.

E não é essa jujuba toda que a Cosac diz.

_________________
http://arecordfullofsournotes.tumblr.com

César
Púchkin
Púchkin

Mensagens : 1792
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário http://twitter.com/likeapisces

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por lavoura em Sab Out 27, 2012 4:33 pm

Já lançou... e é caro....
http://editora.cosacnaify.com.br/Loja/PaginaLivro/1471/Obl%C3%B3mov.aspx

lavoura
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2348
Data de inscrição : 26/06/2012
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Becco em Sab Out 27, 2012 7:03 pm

Caralho! Que porra cara! Shocked

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por tiago em Sab Out 27, 2012 8:11 pm

O livro é forrado de veludo e tem grãos de ouro espalhado pelas páginas. Vcs não sabem usufruir as coisas boas da vida Wink

tiago
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 849
Data de inscrição : 17/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Franz em Sex Nov 09, 2012 6:26 pm

Cosac Naify é coisa de burguês. Quando sair pela LPM eu compro.

Belo acontecimento esse da Penguin-Cia. das Letras. Comprei um com vários excertos de obras da maturidade de Tolstoi. Muito bom!

Franz
A Dama do Cachorrinho
A Dama do Cachorrinho

Mensagens : 143
Data de inscrição : 23/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por lavoura em Sab Nov 10, 2012 10:18 am

Laranjinha escreveu:Cosac Naify é coisa de burguês. Quando sair pela LPM eu compro.

Belo acontecimento esse da Penguin-Cia. das Letras. Comprei um com vários excertos de obras da maturidade de Tolstoi. Muito bom!
Os últimos dias de Tolstoi??
É bem legal mesmo! Andei folheando-o.


Mas nem sempre é barato esses pockets. Eles estão para lançar um box do Dom quixote, já tem até a arte da capa. São belas!
Mas senão me engano o valor deles será R$79,00.

Sai mais barato doque a da editora 34, mas não vem com as ilustrações do Doré.

Cosac é bom para comprar no dia da promoção de 50%, mas mesmo assim é caro.

lavoura
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2348
Data de inscrição : 26/06/2012
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por schmidt em Dom Nov 11, 2012 5:30 pm

A cosac-naify da 40% de desconto pra professor, e pelo que eu andei esse livro vale a pena.

schmidt
A Dama do Cachorrinho
A Dama do Cachorrinho

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/01/2012
Idade : 42
Localização : Volta Redonda

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Jabá em Dom Nov 11, 2012 7:48 pm

schmidt escreveu:A cosac-naify da 40% de desconto pra professor, e pelo que eu andei esse livro vale a pena.

Um amigo meu falou isso. Pelo menos eles entendem que professor é um bicho fudido que não tem grana nem pra comprar livro. Vou me cadastrar Very Happy

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Becco em Seg Nov 12, 2012 6:46 am

O frete é que é na garganta, especialmente pro Nordeste.

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Jabá em Sab Nov 17, 2012 11:47 pm

http://editora.cosacnaify.com.br/Upload/SaiuImprensa/7/4/7/23102012142836_oblomov.jpg

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Oric em Ter Dez 18, 2012 8:44 pm

lavoura escreveu:Cosac é bom para comprar no dia da promoção de 50%, mas mesmo assim é caro.

Sempre ouço falar mas nunca vi esse dia. Acontece uma vez por ano? Tem alguma data fixa, época ou é completamente aleatório?

Todo modo, gostei bastante da sinopse desse Oblomov. Pro livro manter o interesse com 150 páginas do protagonista deitado na cama sem fazer nada, tem de ser bem escrito.

Não está nas minhas prioridades pelo preço, mas sempre é bom ter lançamentos de outros russos menos conhecidos.

Oric
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 947
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Gourmet em Ter Dez 25, 2012 8:42 pm

Acabamento impecável, mas o preço é proibitivo. A premissa me interessou bastante, mas por esse preço e tendo em vista que não consigo ler mais de 15 páginas por semestre, em 468 anos terei oportunidade de ler este livro. Não há pressa portanto de comprar agora, e até lá a Pinguim no Cio pode lançar uma edição mais econômica.

Gourmet
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Mat em Ter Dez 25, 2012 9:31 pm

Gourmet escreveu:Acabamento impecável, mas o preço é proibitivo. A premissa me interessou bastante, mas por esse preço e tendo em vista que não consigo ler mais de 15 páginas por semestre, em 468 anos terei oportunidade de ler este livro. Não há pressa portanto de comprar agora, e até lá a Pinguim no Cio pode lançar uma edição mais econômica.

Acho difícil a cia lançar Oblomov por agora, mas de qualquer forma, vou entrar no bonde da espera também Laughing

Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Andrei em Qui Jan 24, 2013 2:40 pm

Pessoal

Podem fazer o investimento (nem que seja a prazo) na compra deste livro porque eu lhes garanto que vale cada centavo.
Pela complexidade dos personagens e relações interpessoais, sinto-me muito seguro em afirmar que Gontcharóv não fica a dever nada (em qualidade, não em produtividade, obviamente) a Dostoievski.
Aliás, Oblomov é o perfeito "homem do subsolo" (sem o cinismo do "alter"), enquanto Stolz é um típico "homem de ação", porém ambos retratados de modo expressivamente mais humano do que aqueles descritos por Dostoievski.
Sem dúvida alguma, no meu "top five" da literatura russa fui obrigado a encontrar lugar para Oblomov!

Andrei
Noites Brancas
Noites Brancas

Mensagens : 31
Data de inscrição : 13/01/2012
Idade : 42
Localização : Porto Alegre

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Jabá em Qui Jan 24, 2013 3:51 pm

Andrei escreveu:Pessoal

Podem fazer o investimento (nem que seja a prazo) na compra deste livro porque eu lhes garanto que vale cada centavo.
Pela complexidade dos personagens e relações interpessoais, sinto-me muito seguro em afirmar que Gontcharóv não fica a dever nada (em qualidade, não em produtividade, obviamente) a Dostoievski.
Aliás, Oblomov é o perfeito "homem do subsolo" (sem o cinismo do "alter"), enquanto Stolz é um típico "homem de ação", porém ambos retratados de modo expressivamente mais humano do que aqueles descritos por Dostoievski.
Sem dúvida alguma, no meu "top five" da literatura russa fui obrigado a encontrar lugar para Oblomov!

Vamos formar uma fila para entrar na bancarrota, amigos!

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Oric em Sab Jan 26, 2013 12:37 pm

Laughing

Segundo o Lavoura a promoção da Cosac é em agosto. Compramos lá então. Very Happy

Fiquei ainda mais curioso após o comentário do Andrei. Notas do Subsolo é um livro que gosto muito, no meu TOP 10 geral.

Oric
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 947
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por lavoura em Ter Jan 29, 2013 8:18 am

Oric escreveu:Laughing

Segundo o Lavoura a promoção da Cosac é em agosto. Compramos lá então. Very Happy

Fiquei ainda mais curioso após o comentário do Andrei. Notas do Subsolo é um livro que gosto muito, no meu TOP 10 geral.

O ano passado foi bem no fim de agosto, se não estou enganado foi dia 30.
E lembro que extrapolei o orçamento. Porque durante a Bienal a cultura fez uma promoção de editoras e comprei uns livros. Ai chegou o fim do mês e a Cosac fez aquilo!

lavoura
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2348
Data de inscrição : 26/06/2012
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Jabá em Ter Fev 05, 2013 9:37 am



liá Ilitch Oblomov passa o dia inteiro vestido de roupão sem sair do divã. Aassim como seu autor, é filho da classe decadente dos senhores rurais russos às vésperas do fim da servidão. A própria imagem da indolência, dorme e boceja todo tempo: “ficar deitado não era nem uma necessidade, como é para um doente ou para alguém que deseja dormir, nem um acaso, como é para alguém que está cansado, nem um prazer, como é para um preguiçoso: tratava-se de um estado normal”, conta-nos o narrador.

Incapaz de fazer o que quer que seja, até planeja, porém sem ter ânimo para executar. Os dias se repetem sem variação: “assim que acordou, ele prontamente resolveu que iria levantar-se, lavar-se e, após beber seu chá, refletir de modo adequado, chegar a alguma conclusão, anotá-la e, no geral, ocupar-se com aqueles assuntos da maneira devida. Continuou deitado por mais meia hora, atormentando-se com aquela intenção, mas depois considerou que ainda teria tempo de fazer aquilo após o chá e que poderia muito bem tomar o chá como de costume na cama, tanto mais porque nada o impedia de pensar e continuar deitado.”

O constante interlocutor é o criado Zakhar, agregado da família desde criança. Com o patrão, tem uma ligação que varia entre o devotamento à simples pirraça, sem deixar de ser um servo sempre: traz-lhe o que comer, calça suas botas. Nesse convívio, há ainda Olga, cantora lírica que ama Oblomov mas acaba por se casar com o alemão Stolz, um colega de infância do protagonista que é em tudo diferente, trata-se de um grande trabalhador que, pleno de vitalidade, se empenha pelo futuro.



Ao contrário do que o leitor pode pensar, não se trata de um livro em que nada ocorre. Pois seu protagonista se mete numa inquietante trama de adiamentos, desfazeres e irresoluções. De certo modo, lembra Bartleby, personagem inventado pelo americano Herman Melville mais ou menos na época. Este é um escrivão que, a cada pedido do chefe, numa Nova York em franca expansão capitalista da virada do século, responde com a mesma frase, “prefiro não fazer”, uma das mais conhecidas na história da literatura. Não é resistência, do tipo da alcançada a seu modo por Bartleby, que mobiliza –melhor seria dizer desmobiliza— Oblomov. Para essa abulia e inércia que o caracteriza, há mesmo uma expressão, o “oblomovismo”, termo que passou a ser adotado na Rússia desde a publicação da obra.

Quem primeiro usou a definição de “obra-prima” foi Tolstói, mestre da literatura russa que era temido como crítico. Preocupado com opinião tão respeitada, Gontcharov escreveu pedindo que, durante a leitura, saltasse a parte que achava ruim, escrita quase uma década antes de publicar: “Não leia a primeira parte se tiver tempo, no entanto, leia por favor a segunda e terceira partes, que escrevi bem mais tarde.” Escreveu-lhe depois, contente com a boa apreciação: “Há muito quero lhe agradecer calorosamente pelos comentários gentis”. Um pouco adiante, na mesma carta, diz: “Suas palavras têm um valor especial para mim, ainda mais sabendo o quão rigoroso é seu julgamento”. A correspondência é de 1859, ano do lançamento. Antes de “Oblomov”, Gontcharov fizera um romance de formação, "Uma História Trivial", depois, publicou "A Queda”, do gênero retrato de artista.



Rubens Figueiredo, tradutor de, entre outros, o próprio Tolstoi, teve a missão de trazer a obra para o português. Cuidou também da apresentação. A edição inclui um posfácio do crítico italiano, Renato Poggioli (1907-1963), especialista em literatura russa. A edição tem capa dura, revestida de tecido. Em papel-bíblia, as páginas trazem ilustrações que aludem às estampas de tecidos usados pela aristocracia daquele tempo de Oblomov.

As perguntas seguem para o tradutor. Para quem cumpriu há pouco a longa travessia de verter a nova edição de “Guerra e Paz”, de Tolstói, o “Oblomov” seria uma empreitada mais simples no que se refere a estilo, temática, vocabulário ou contexto? “Pode-se dizer que é um trabalho mais simples”, diz Figueiredo.

A obra de Tolstói, explica ele, “explora dimensões sociais e históricas muito abrangentes, e sua marca é a grande diversidade de situações, de personagens e de seus pontos de vista”. “Oblomov”, por sua vez, “prima pela concentração, pela fixação num ponto, pela reiteração, pela ausência de desenvolvimento ou pelo menos pelo desenvolvimento muito vagaroso”. Isso dá, com explica, o ritmo do livro. “Em consequência, o vocabulário e o estilo de ‘Oblomov’ é mais restrito, quantitativamente falando.” Sua opção foi, como conta, “seguir, o máximo possível, as preocupações e as características linguísticas do original. As formas dos diálogos, as expressões que servem de marcas nos diálogos foram traços que tentei preservar.”

O tradutor chama a atenção para uma questão-chave: a palavra “oblomovismo”. Diz Figueiredo: “como é tradição, me trouxe uma certa dor de cabeça. O sufixo no texto russo não é o grego –ismo, mas sim um sufixo vernáculo russo. Consultei pessoas que conhecem o russo muito mais do que eu e verifiquei que a questão era controversa e até
polêmica. Poderia optar por algo como oblomovite, também do grego, ou, talvez a melhor, oblomovice, este um sufixo vernáculo do português. Mas, ao sugerir essa solução para especialistas, a maioria repudiou a ideia. Como não tinha muita segurança e, sobretudo, tratava-se de um detalhe sem maior peso no sentido geral do livro, adotei a forma mais conservadora, digamos assim. Mas hoje não sei se faria o mesmo.”

Entre os projetos de Rubens Figueiredo, também ficcionista premiado --“Passageiro do Fim do Dia”, o mais recente, o fez vencer o Prêmio Portugal Telecom de 2011 --, há a tradução de um grande volume com todos os contos de Tolstói, previsto pela Cosac Naify para o próximo ano. O “Guerra e Paz” de que cuidou, lançado em fins de 2011, está na segunda edição.

http://gazetarussa.com.br/arte/2013/02/01/oblomov_obra-prima_de_ivan_gontcharov_e_um_dos_mais_importantes_livros_r_17413.html

Todos os contos do Tolstói vai ser muito cofre!!!!! Shocked Shocked Shocked

É rezar pra novela Dois Hussardos entrar nesse bolo aí, afinal, não sei qual critério utilizam para classificar a obra como conto ou novela.

Mas como dizia o grande Isaac Babél, os russos só tem um contista: Tchekhov. As demais obras que chama de "contos" são romances condensados.

Quase convencido a comprar esse Oblomov. Só falta cair de preço.

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Oric em Ter Fev 05, 2013 10:13 am

Cofre total!

Além disso, a LPM vai lançar a trilogia (semi?) autobiográfica do Tolstoi (Infância, Adolescência e Juventude) com tradução direta do russo, com aquele precinho camarada.



Oric
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 947
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oblomov [Обломов]

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:58 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum