Victor Hugo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Victor Hugo

Mensagem por Oric em Sab Out 05, 2013 3:27 pm



Victor Hugo, autor de "Os miseráveis" e "O Corcunda de Notre Dame", entre outros, era filho de Joseph Hugo e de Sophie Trébuchet. Nasceu em Besançon, mas passou a infância em Paris.

Em 1819 fundou, com os seus irmãos, uma revista, o "Conservateur Littéraire" (Conservador Literário) e no mesmo ano ganhou o concurso da Académie des Jeux Floraux, instituição literária francesa fundada no século 14.

Aos 20 anos publicou uma reunião de poemas, "Odes e Poesias Diversas", mas foi o prefácio de sua peça teatral "Cromwell" que o projetou como líder do movimento romântico na França.

Victor Hugo casou-se com Adèle Foucher e durante a vida teve diversas amantes, sendo a mais famosa Juliette Drouet, atriz sem talento, a quem ele escreveu numerosos poemas.

O período 1829-1843 foi o mais produtivo da carreira do escritor. Seu grande romance histórico, "Notre Dame de Paris" - mundialmente conhecido como "O Corcunda de Notre Dame" - (1831), o conduziu à nomeação de membro da Academia Francesa, em 1841.

Criado no espírito da monarquia, o escritor acabou se tornado favorável a uma democracia liberal e humanitária. Eleito deputado da Segunda República, em 1848, apoiou a candidatura do príncipe Luís Napoleão, mas se exilou após o golpe de Estado que este deu em dezembro de 1851, tornando-se imperador. Hugo condenou-o vigorosamente por razões morais em "Histoire d'un Crime".

Durante o Segundo Império, em oposição a Napoleão 3o, viveu em exílio em Jersey, Guernsey e Bruxelas. Foi um dos poucos a recusar a anistia decidida algum tempo depois.

A morte da sua filha, Leopoldina, afogada por acidente no Sena, junto com o marido, fez com que o escritor se deixasse levar por experiências espíritas relatadas numa obra "Les Tables Tournantes de Jersey" (As Mesas Moventes de Jersey).

A partir de 1849, Victor Hugo dedicou sua obra à política, à religião e à filosofia humana e social. Reformista, desejava mudar a sociedade mas não mudar de sociedade. Em 1870 Hugo retornou a França e reatou sua carreira política. Foi eleito primeiro para a Assembléia Nacional, e mais tarde para o Senado. Não aderiu à Comuna de Paris mas defendeu a anistia aos seus integrantes.

De acordo com seu último desejo, foi enterrado em um caixão humilde no Panthéon, após ter ficado vários dias exposto sob o Arco do Triunfo.
Eu li tem tempos "Os Trabalhadores do Mar", havia gostado bastante, em especial do final. "Os Miseráveis" já li uma adaptação quando criança e depois fui encarar o texto "integral" da Hemus, que era o disponível na biblioteca. Acabei não gostando muito, larguei um pouco depois da metade. Só agora, anos depois, fui descobrir que essa edição da Hemus não é integral. Evil or Very Mad 

Pelo que vi no Brasil tem muito mais adaptações das obras dele do que o texto integral. Mas dentre as mais famosas tem "Os Miseráveis" pela Cosac (que já saiu por outras editoras antigamente, mas parece ser uma tradução muito boa e texto integral), "Notre Dame de Paris" e "O Último Dia de um Condenado" pela Estação Liberdade (http://www.estacaoliberdade.com.br/victor-hugo/) e "Os Trabalhadores do Mar" se encontra aos baldes nos sebos, em várias edições diferentes, com a famosa tradução do Machadão. Eu tenho aquela d'Os Imortais da Literatura Universal.

Dando uma olhada no site da Cosac, vi que eles vão lançar uma edição com essa tradução, porém: " O livro inclui capítulos não publicados na primeira edição brasileira, traduzidos pela poeta Marília Garcia, e ilustrações feitas pelo próprio Victor Hugo." http://editora.cosacnaify.com.br/ObraSinopse/1901/Trabalhadores-do-mar-(Previs%C3%A3o-de-entrega-a-partir-do-dia-171013).aspx

Como assim? A do Machado também não era integral? Neutral 

Enfim, era um autor que eu não estava pensando em revisitar por agora, mas os vários comentários em notas dos livros do Dosta me deixaram com muita vontade de ler "O Último dia de Um Condenado." Queria "Um Homem que Ri" também, mas só encontrei o Vol 2 de uma edição antiga na Estante Virtual a preço abusivo e dentro dessas circunstâncias não estou confiando também.

Oric
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 947
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum