Julio Cortázar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Julio Cortázar

Mensagem por Oric em Ter Dez 17, 2013 4:32 pm



Julio Florencio Cortázar (Embaixada da Argentina em Ixelles, 26 de agosto de 1914 – Paris, 12 de fevereiro de 1984) foi um escritor argentino.

Filho de argentinos, nasceu na embaixada da Argentina em Ixelles, distrito de Bruxelas, na Bélgica, e voltou a sua terra natal aos quatro anos de idade. Seus pais se separaram posteriormente e passou a ser criado pela mãe, uma tia e uma avó. Passou a maior parte de sua infância em Banfield, na Argentina, e não era uma criança totalmente feliz, apresentando uma tristeza frequente. Cortázar era uma criança bastante enferma e passava muito tempo na cama, lendo livros que sua mãe selecionava. Muitos de seus contos são autobiográficos, como Bestiario, Final del juego, Los venenos e La Señorita Cora, entre outros.

Formou-se Professor em Letras em 1935, na "Escuela Normal de Profesores Mariano Acosta", e naquela época começou a frequentar lutas de boxe. Em 1938, com uma tiragem de 250 exemplares, editou Presencia, livro de poemas, sob o pseudônimo "Julio Denis". Lecionou em algumas cidades do interior do país, foi professor de literatura na "Facultad de Filosofía y Letras de la Universidad Nacional de Cuyo", mas renunciou ao cargo quando Perón assumiu a presidência da Argentina. Empregou-se na Câmara do Livro em Buenos Aires e realizou alguns trabalhos de tradução.

Em 1951, aos 37 anos, Cortázar, por não concordar com a ditadura na Argentina, partiu para Paris (França), pois havia recebido uma bolsa do governo francês para ali estudar por dez meses, e acabou se instalando definitivamente. Trabalhou durante muitos anos como tradutor da Unesco e viveria em Paris até a sua morte. Teve uma relação de amizade com os artistas argentinos Julio Silva e Luis Tomasello, com os quais realizaria vários projetos conjuntos. Politicamente, o autor também foi um mistério, devido à fragilidade dos rótulos da época, pois, para a CIA, tratava-se de um perigoso esquerdista a soldo da KGB, enquanto esta considerava-o um notório agente do imperialismo a soldo da CIA e perigoso agitador anti-soviético, já que denunciava as prisões em Moscou dos chamados dissidentes.

Cortázar casou com Aurora Bernárdez en 1953, uma tradutora argentina. Viviam em París, sob condições econômicas difíceis e surgiu a oportunidade de traduzir a obra completa, em prosa, de Edgar Allan Poe para a Universidad de Puerto Rico. Esse trabalho foi considerado pelos críticos como a melhor tradução da obra do escritor.

Em 1963 visitou Cuba enviado pela Casa de las Américas, para ser jurado em um concurso. Foi a época de intensificação do seu fascínio pela política. No mesmo ano teve um livro traduzido para o inglês. Em 1962, lança Historias de Cronopios y Famas, e o ano de 1963 marcou o lançamento de Rayuela, que foi seu grande sucesso e teve cinco mil cópias vendidas no mesmo ano. Em 1959 saiu o volume Final del Juego. Seu artigo Para Llegar a Lezama Lima foi publicado na revista "Union", em Havana. Depois desses anos, Cortázar se comprometeu politicamente na libertação da América Latina sob regimes ditatoriais.

Em novembro de 1970 viaja ao Chile, onde se solidarizou com o governo de Salvador Allende. Em 1971, foi "excomungado" por Fidel Castro, assim como outros escritores, por pedir informações sobre o desparecimento do poeta Heberto Padilla. Apesar de sua desilusão com a atitude de Castro, continuou acompanhando a situação política da América Latina.

Em 1973, recebeu o Prêmio Médicis por seu Libro de Manuel e destinou seus direitos à ajuda dos presos políticos na Argentina. Em 1974, foi membro doTribunal Bertrand Russell II, reunido em Roma para examinar a situação política na América Latina, en particular as violações dos Direitos Humanos.

Em 1976, viajou para Costa Rica, onde se encontrou com Sergio Ramírez e Ernesto Cardenal, e fez uma viagem clandestina até Solentiname, na Nicarágua. Esta viagem o marcaria para sempre e seria o começo de uma série de visitas a este país.

Em agosto de 1981 sofreu uma hemorragia gástrica. Em 1983, volta a democracia na Argentina, e Cortázar fez uma última viagem à sua pátria, onde foi recebido calorosamente por seus admiradores, que o paravam na rua e lhe pediam autógrafos, em contraste com a indiferença das autoridades nacionais. Depois de visitar vários amigos, regressou a Paris. Pouco depois lhe foi outorgada a nacionalidade francesa.

Carol Dunlop, sua última esposa, faleceu em 2 de novembro de 1982, e Cortázar teve uma profunda depressão. Morreu de leucemia em 1984, sendo enterrado no Cemitério do Montparnasse, na mesma tumba de Carol. Em sua tumba se ergue a imagem de um "cronópio", personagem criado pelo escritor.

É considerado um dos autores mais inovadores e originais de seu tempo, mestre do conto curto e da prosa poética, comparável a Jorge Luis Borges e Edgar Allan Poe. Foi o criador de novelas que inauguraram uma nova forma de fazer literatura na América Latina, rompendo os moldes clássicos mediante narrações que escapam da linearidade temporal e onde os personagens adquirem autonomia e profundidade psicológica inéditas.

Seu livro mais conhecido é Rayuela (O Jogo da Amarelinha), de 1963, que permite várias leituras orientadas pelo próprio autor.

Fonte: http://www.lpm.com.br/site/default.asp?TroncoID=805134&SecaoID=948848&SubsecaoID=0&Template=../livros/layout_autor.asp&AutorID=704845

Novelas
1960: Los premios
1963: Rayuela
1968: 62 Modelo para armar
1973: Libro de Manuel
1986: Divertimento (escrita en 1949).
1986: El examen (escrita en 1950).
1986: Diario de Andrés Fava (capítulo desprendido de El examen).

Prosas breves
1962: Historias de cronopios y de famas
1979: Un tal Lucas

Cuentos
1951: Bestiario
1956: Final del juego
1959: Las armas secretas
1966: Todos los fuegos el fuego
1974: Octaedro
1977: Alguien que anda por ahí
1980: Queremos tanto a Glenda
1982: Deshoras
1995: La otra orilla (obra póstuma, concluida en 1945)

Destaquei os romances, novelas e contos, mas quem quiser conferir mais: http://es.wikipedia.org/wiki/Julio_Cort%C3%A1zar#Obras

No Brasil a editora que publica mais livros dele atualmente é a Civilização Brasileira (Grupo Record): http://www.record.com.br/autor_livros.asp?id_autor=6020

Porém o site deles é péssimo, acho melhor olhar pela Saraiva (tem livro pela Perspectiva, LPM e Cosac também): http://www.livrariasaraiva.com.br/pesquisaweb/busca/cortazar/?ESTRUTN1=0301&FILTRON1=X&IMAGE2.X=0&IMAGE2.Y=0&ORDEMN2=E&PAC_ID=127844&PALAVRASN1=CORTAZAR&PAGINA=1&PAC_ID=127844

Oric
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 947
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Becco em Sab Dez 21, 2013 9:51 am

Tenho muita, muita, muita vontade de ler o Rayuela.

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Oric em Sab Dez 21, 2013 9:54 am

Também, Beccaço.

Esse ano a Civilização lançou uma edição comemorativa dos 50 anos do livro: http://www.fnac.com.br/o-jogo-da-amarelinha-2013-50-anos-de-publicacao/p/649073?&utm_content=livro_literatura_literaturaestrangeira_literaturaestrangeira&utm_term=O_Jogo_da_Amarelinha%3A_2013__50_Anos_de_Publica%C3%A7%C3%A3o_649073.&utm_source=buscape_cpa&utm_medium=comparadores&utm_campaign=lomadee&prt=buscape_cpa

Oric
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 947
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Becco em Sab Dez 21, 2013 10:02 am

É este que comprarei.  Cool 

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por lavoura em Dom Dez 22, 2013 2:58 pm

Dele só li "As armas Secretas" e gostei muito do "O perseguidor" . Adio a leitura do "Jogo da amarelinha" sempre, mas um dia ainda leio. Ainda quero ler o "Sobre cronópios e Famas" e o "Todos os fogos o fogo".
Muito bela essa edição do Amarelinha.

lavoura
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2348
Data de inscrição : 26/06/2012
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por tiago em Dom Dez 22, 2013 6:14 pm

Eu achei esse Rayuela bem chato. Os contos são bons.

tiago
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 849
Data de inscrição : 17/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Oric em Qui Jan 09, 2014 6:30 pm



Peguei esse na biblioteca, gostei bastante. Contos muito bem construídos. Destaque para "Cartas de Mamães" e, claro, "O Perseguidor". Muito foda. Passei a noite ouvindo Charlie Parker.

Oric
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 947
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Becco em Qui Jan 09, 2014 9:21 pm

Opa, gostei dessa pegada blues!

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Oric em Qua Jan 15, 2014 5:59 pm

O filme Blow-Up, do Antonioni, foi baseado num conto desse livro: As Babas do Diabo.

Oric
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 947
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Becco em Seg Jan 20, 2014 1:59 pm

Não sabia disso. Vou ler.

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por humberto.gomes.925 em Ter Fev 25, 2014 5:02 pm

As babas do Diabo faz parte do livro Bestiário.

humberto.gomes.925
Noites Brancas
Noites Brancas

Mensagens : 13
Data de inscrição : 29/08/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Karenina em Sex Fev 28, 2014 12:16 pm

Becco escreveu:Tenho muita, muita, muita vontade de ler o Rayuela.

Estou com ele aqui em casa. Já comecei duas vezes, por um e pelo outro caminho, mas ainda não rolou AQUELA vontade. Está bonitinho na estante, esperando aquele feeling.

Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julio Cortázar

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:42 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum