O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por tmanfrini em Qua Jan 11, 2012 7:11 am

De viagem, a ler -

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Karenina em Qui Jan 12, 2012 8:12 am

Astrologia? ¬¬"

Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

"As coisas divinas devem ser amadas para serem conhecidas." Pascal

Mensagem por tmanfrini em Qui Jan 12, 2012 6:01 pm

Natasha escreveu:Astrologia? ¬¬"
Wink


Da psicologia astrológica
... A má aplicação da chamada metodologia científica não pode fazer qualquer bem; E, com frequência, um dos motivos que move aqueles que fazem isso com a Astrologia consiste em tentar remover dela todo o seu irritante mistério! "A lama negra do ocultismo", como um cético taurino, amigo meu, costuma chamá-lo. "Tornemo-la comportada e clara, escandalosamente clara", eis o que eles parecem pensar. Qualquer coisa que não possa ser facilmente apreendida e categorizada parece trazer frustrações a essas pessoas.

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Karenina em Qua Fev 01, 2012 5:40 pm

Dei uma pausa dos de literatura e estou lendo estes:




Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Cássia em Qua Fev 01, 2012 8:10 pm

Alexandre Versignassi? =/

Cássia
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 409
Data de inscrição : 13/10/2011
Idade : 29
Localização : Teresina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Karenina em Qua Fev 01, 2012 9:00 pm

Vulnavia escreveu:Alexandre Versignassi? =/

Não faço a menor ideia de quem seja, só achei aqui em casa e estou lendo.

Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Cássia em Qua Fev 01, 2012 9:31 pm

Karenina escreveu:
Vulnavia escreveu:Alexandre Versignassi? =/

Não faço a menor ideia de quem seja, só achei aqui em casa e estou lendo.

Ele é (ou era) jornalista da Abril. Trabalha (ou trabalhava) pra Superinteressante e Aventuras na História.

Olha, preconceito meu, ok? Mas conheci pouca gente decente dessa empresa.

Cássia
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 409
Data de inscrição : 13/10/2011
Idade : 29
Localização : Teresina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Karenina em Qui Fev 02, 2012 9:48 am

O que é Aventuras na História?

Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Cássia em Qui Fev 02, 2012 10:47 am

É uma revista, a mesma de onde saiu o jumento que lançou esses guias do politicamente incorreto. Até hoje não encontrei um historiador que levasse aqueles livros a sério.

Enfim, amiga, eu não gosto da Abril e de nenhuma de suas publicações periódicas. Dois anos pesquisando Veja foram a minha cota. Se bem que já assinei várias revistas deles: Superinteressante, Mundo Estranho, Aventuras na História e, mais recentemente, a Bravo. Todas umas grandes merdas.

Cássia
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 409
Data de inscrição : 13/10/2011
Idade : 29
Localização : Teresina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Karenina em Qui Fev 02, 2012 7:10 pm

Eu tenho preconceito com esse negócio de politicamente incorreto aí.

Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Cássia em Qui Fev 02, 2012 8:03 pm

Karenina escreveu:Eu tenho preconceito com esse negócio de politicamente incorreto aí.

E faz bem. Outro dia li o texto de um professor de história que foi posto num mesmo grupo de discussão com ele. Disse que o Leandro simplesmente se recusou a responder todos os questionamentos que ele fez sobre o livro. Só ria e saía pela tangente, enquanto os fãs descerebrados vaiavam na plateia.

Cássia
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 409
Data de inscrição : 13/10/2011
Idade : 29
Localização : Teresina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por tiago em Qui Fev 02, 2012 8:57 pm

Já tinha visto uma entrevista desse cara. Dei uma pesquisada e li que o livro aparentemente contém fatos como esse:

Os guerrilheiros comunistas não lutavam por liberdade

De dezoito estatutos e documentos escritos por organizações de luta armada nos anos 1960 e 1970, catorze descrevem o objetivo de criar um sistema de partido único e erguer uma ditadura similar aos regimes comunistas que existiam na China e em Cuba. A Ação Popular, por exemplo, defendia com todas as letras "substituir a ditadura da burguesia pela ditadura do proletariado".

Ainda bem que jornalistas conscientes lutam pra esclarecer pontos polêmicos de nossa história como esse! cheers

tiago
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 849
Data de inscrição : 17/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Cássia em Qui Fev 02, 2012 9:09 pm

tpnocera escreveu:Já tinha visto uma entrevista desse cara. Dei uma pesquisada e li que o livro aparentemente contém fatos como esse:

Os guerrilheiros comunistas não lutavam por liberdade

De dezoito estatutos e documentos escritos por organizações de luta armada nos anos 1960 e 1970, catorze descrevem o objetivo de criar um sistema de partido único e erguer uma ditadura similar aos regimes comunistas que existiam na China e em Cuba. A Ação Popular, por exemplo, defendia com todas as letras "substituir a ditadura da burguesia pela ditadura do proletariado".

Ainda bem que jornalistas conscientes lutam pra esclarecer pontos polêmicos de nossa história como esse! cheers

Vamos ao relato de minha participação na Feira Pan-Amazônica do Livro, mediando apresentação do livro "Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil" (São Paulo: editora Leya, 1ª edição 2009), escrito pelo jornalista paranaense Leandro Narloch.
Eu já tinha visto esse livro em alguma livraria, mas confesso que não tinha lido, nem sabia das polêmicas em torno dele. Como fui convidado para mediar a apresentação do autor, comprei o livro, para poder qualificar a mediação. Decidi primeiramente ler o livro todo e depois procurar na internet os comentários sobre ele, para não me influenciar previamente.
O objetivo do "Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil", segundo o próprio autor, é “jogar tomates na historiografia politicamente correta” (p. 25). Para isso, Narloch se baseia em obras produzidas pela historiografia mais recente, por pesquisadores renomados como Flávio dos Santos Gomes, Maria Regina Celestino de Almeida, John Manoel Monteiro, Ronaldo Vainfas, Lilia Schwarcz, Serge Gruzinski, Alfred Crosby, entre outros. Apresentando "uma pequena coletânea de pesquisas históricas sérias, irritantes e desagradáveis, com o objetivo de enfurecer um bom número de cidadãos" (p. 25), Narloch pretende dar evidência às novas pesquisas em História do Brasil.
Começarei falando sobre o que considero interessante no livro de Narloch:
1) O livro ajuda a divulgar as novas pesquisas da historiografia brasileira, acelerando o contato de um público maior com essa produção (reservas à maneira como ele faz isso virão a seguir);
2) O livro enfatiza a importância de se pensar uma história não dividida em heróis e vilões, faz pensar numa história mais equilibrada (reservas à maneira como ele faz isso virão a seguir);
3) O livro é escrito em linguagem de fácil leitura, sem o linguajar costumeiramente pesado e de difícil compreensão de grande parte dos historiadores (reservas à maneira como ele faz isso virão a seguir);
4) O livro ajuda a quebrar mitos estabelecidos na história oficial (reservas à maneira como ele faz isso virão a seguir);
5) O livro estimula o debate, a discussão de ideias, na medida em que apresenta outras versões para a história (reservas à maneira como ele faz isso virão a seguir).
A partir de agora, "jogarei tomates" no autor do "Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil". O leitor já deve ter percebido que minha crítica nada tem a ver com o fato dele "jogar tomates" na historiografia oficial, fato digno de louvor e necessário. Minha grande crítica é no COMO ele fez isso. Os que criticam o fato dele ter escolhido apenas mitos de esquerda como alvo de crítica, devem lembrar o título do livro. É que geralmente se associa o "Politicamente correto" às ideias de esquerda. Por isso o guia é "politicamente incorreto". Nada novo nesse formato de livro, muito comum nos Estados Unidos, onde existem guias politicamente incorretos sobre a Bíblia, o capitalismo, o socialismo, a história americana, o Islã, entre outros. Pois bem, a questão é que, muito embora fale em "jogar tomates" na historiografia oficial, em valorizar as novas pesquisas da historiografia brasileira, Leandro Narloch acaba por desvalorizar e deturpar as contribuições e os procedimentos utilizados por esta mesma historiografia que ele diz querer valorizar. Diante dessa ideia muitos dirão: "Mas o moço não é historiador!" Verdade, mas até que ponto isso não é usado como um escudo que o protege de críticas mais sérias??? É o que me parece.
A questão é que os “tomates” não atingem apenas a historiografia politicamente correta, atingem em cheio determinados sujeitos históricos que a nova historiografia tem destacado nos últimos anos. Exemplos: desde a década de 1970 a nova historiografia luta para recuperar a imagem dos negros como sujeitos de sua história, para combater a noção do "escravo-coisa" e Leandro Narloch reduz todo o debate que gira em torno disso com afirmações como estas:
"Zumbi tinha escravos" (p. 73);
"o sonho dos escravos era ter escravos" (p. 78);
"os portugueses aprenderam com os africanos a comprar escravos" (p. 85);
"os africanos lutaram contra o fim da escravidão" (p. 87);
Os negros deveriam "agradecer aos ingleses" pela Abolição (p. 69).
Foi isso que ele fez com os resultados das pesquisas de Flávio dos Santos Gomes, Andressa Reis, Ronaldo Vainfas, etc.
É claro que o tempo inteiro Narloch enfatiza que, com a nova historiografia, "os negros deixaram de ser vistos como vítimas constantemente passivas, que nunca agiam por conta própria" (p. 71). Mas o uso generalizante e descontextualizado que ele faz agride a mesma historiografia que ele diz valorizar. Repito: ao agir assim, Narloch não "joga tomates" apenas na historiografia oficial, mas também nos negros, ou melhor, nas lutas do Movimento Negro. Na palestra na Feira do Livro, lembrei a Narloch que essa "nova historiografia" é bem mais antiga. Em se tratando de estudos sobre o negro, por exemplo, João José Reis começou a publicar desde fins da década de 1970. Essa nova história não começa na década de 1990, como ele diz no livro.
Outro grupo atingido pelo "Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil" são os índios. Se duvidam disso, vejam algumas frases do livro:
“Os portugueses ensinaram os índios a preservar a floresta” (p. 51);
“Uma das conseqüências da chegada dos jesuítas a São Paulo foi dar um alívio à mata atlântica – até então os índios botavam fogo na floresta não só para abrir espaço de cultivo, mas para cercar os animais com o fogo e depois abatê-los” (24);
“Antes de os portugueses chegarem, os índios já haviam extinguido muitas espécies e feito um belo estrago nas florestas brasileiras. Se não acabaram com elas completamente, é porque eram poucos para uma floresta tão grande” (p.52);
“A floresta era o maior inimigo dos índios” (p. 54);
“... quem hoje se considera índio poderia deixar de culpar os outros por seus problemas” (p. 62).
Foi isso que ele fez com os resultados das pesquisas de Maria Celestino de Almeida, John Monteiro, Serge Gruzinski, Alfred Crosby (se bem que esse tem um texto cheio de adjetivações e juízo de valor, semelhante ao de Narloch), Warren Dean, etc. Nenhuma dessas afirmações se sustenta na nova historiografia que ele diz valorizar. [...]

Fonte

Cássia
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 409
Data de inscrição : 13/10/2011
Idade : 29
Localização : Teresina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Aniversário de morte

Mensagem por tmanfrini em Sab Fev 11, 2012 10:37 pm


(...) Às vezes ele se levantava da cadeira, abria a porta e exclamava, com um débil queixume, como se estivesse apelando aos últimos restos de humanidade de seus semelhantes: "Café! Café!". E, quando, finalmente, ouvia os passos do criado nas escadas, voltava-se para nós e, tão alegremente quanto o lendário marinheiro do alto do mastro, ele gritava: "Terra, terra à vista, caros amigos!".

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por tmanfrini em Dom Fev 12, 2012 12:52 pm

(...) Também me vem à memória, neste momento, um jovem russo, em virtude do entusiasmo excessivo (mas genuíno, creio) que demonstrava. Ao ser apresentado a Kant, ele se adiantou apressadamente, tomou-lhe as mãos e as beijou. Kant, que, por ter vivido durante tanto tempo entre amigos ingleses, incorporara uma boa dose da distinta reserva inglesa e detestava qualquer tipo de cena, pareceu retrair-se um pouco diante desse tipo de saudação, tornando-se bastante constrangido. Não creio, entretanto, que a atitude do jovem estivesse, de alguma maneira, em desacordo com seus genuínos sentimentos, pois no dia seguinte ele voltou à casa, fez algumas perguntas sobre a saúde de Kant, mostrou-se muito ansioso por saber se a idade avançada era-lhe um peso e, sobretudo, implorou por alguma pequena lembrança do grande homem que pudesse levar consigo. Por acaso, o criado tinha encontrado um pequeno fragmento rasurado do manuscrito original de sua Antropologia, o qual, com minha aprovação, ele entregou ao russo, que o recebeu extasiado, beijou-o, dando, então, ao criado, como retribuição, o único dólar que tinha com ele; mas, pensando que isso não era suficiente, tirou o paletó e o colete e fez com que o homem os vestisse. Kant, cujo caráter, de uma natural simplicidade, indispunha-o em grande medida a mostrar-se em acordo com quaisquer arroubos sentimentais, não pôde, entretanto, evitar sorrir divertidamente ao tomar conhecimento dessa demonstração de naiveté e de entusiasmo de seu jovem admirador.

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por tmanfrini em Ter Fev 28, 2012 7:04 pm

(...) São Francisco de Sales escreveu que "mesmo o nosso arrependimento deve ser pacífico" - querendo dizer que o remorso excessivo, tal como a autocomplacência excessiva, simplesmente nos vincula mais fortemente a ideia do ego, à mentira de Maya. Nunca devemos esquecer que o comportamento ético é um meio, e não um fim em si mesmo. O conhecimento da Realidade impessoal é o único conhecimento válido. Fora disso, nossa mais profunda sabedoria não passa de negra ignorância e nossa mais estrita retidão é inteiramente vã.

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por tmanfrini em Qui Mar 15, 2012 7:38 pm

Tenho lido assuntos diversos como terapeutas de tradição em Portugal, energia escalar, o tarô no Brasil, nada que interesse muito aqui, mas resolvi agora comentar O Guia do Observador de Nuvens, que leio no momento, mais um desses livros que comprei há anos e foram por isso e aquilo ficando atrás na pilha. O Ro e o Jabá talvez já hajam lido sobre isso já que estudam Lamarck, mas só por essa minha leitura atual é que eu notei que foi o Lamarck quem classificou em níveis - ou étages - nossa concepção da troposfera. As camadas inferiores (Abaixo de 2.000 metros) são onde se formam as nuvens chamadas Cumulus humilis; Às camadas médias (Entre 2.000 e 7.000 metros) competem as Cumulus mediocris; Às camadas superiores (Entre 5.000 e 13.000 metros) competem as Cumulus congestus, chuvosas. Recomendo a galeria da Cloud Appreciation Society.


tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Mat em Qui Maio 31, 2012 8:30 pm


Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por tmanfrini em Qui Jan 03, 2013 12:20 am


É no dia a dia das mulheres negras e pobres que a força de Iansã e das demais iabás se revela. No mercado sua presença se evidencia, porque troca é movimento, e o movimento caracteriza Iansã e Exu. Exu é chamado de Olóojà, o dono do mercado, mas Iansã, o vento, representa a mulher guerreira, que diz o que pensa, faz o que tem vontade e lidera os movimentos libertadores. Iansã é a dona do mercado! Iansã é uma representação social de luta e independência.

Muito de interesse como Exu é o artificioso ["bem ou mal"] e diversamente Iansã é aquela independente de artifício, tão segura/conhecedora de si.

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Jabá em Seg Jan 21, 2013 8:16 am

Algumas leituras para elaboração da tese:





tive a honra de ser aluno do autor e gosto muito desse por conta da abordagem introdutória amparada na filosofia.

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por tiago em Seg Jan 21, 2013 8:44 am



Tarkovsky foi um dos principais diretores a avançar o cinema como uma forma de arte própria, com sua linguagem específica, distinta e autônoma. Nesse livro ele fala de forma geral sobre sua visão de arte e de alguns aspectos da feitura de um filme, com o objetivo da criação de um todo orgânico, que espelhe a vida e seja sincero em relação às intenções do autor. Ele vê o filme como o fragmentos de realidade esculpidos de acordo com a percepção subjetiva do autor.
Mesmo alguns filmes dele sendo quase impenetráveis ele em momento algum deseja simplesma dar um foda-se para audiência (tipo o Godard recente); rejeita preceitos do cinema "simbolista" ou "poético" e também afirma que não existe algo como liberdade para o artista, dentre outras coisas.

tiago
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 849
Data de inscrição : 17/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por César em Seg Jan 21, 2013 9:09 am

Esse livro <3

_________________
http://arecordfullofsournotes.tumblr.com

César
Púchkin
Púchkin

Mensagens : 1792
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário http://twitter.com/likeapisces

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por luyspaulo em Seg Jan 21, 2013 11:05 am

tmanfrini escreveu:
É no dia a dia das mulheres negras e pobres que a força de Iansã e das demais iabás se revela. No mercado sua presença se evidencia, porque troca é movimento, e o movimento caracteriza Iansã e Exu. Exu é chamado de Olóojà, o dono do mercado, mas Iansã, o vento, representa a mulher guerreira, que diz o que pensa, faz o que tem vontade e lidera os movimentos libertadores. Iansã é a dona do mercado! Iansã é uma representação social de luta e independência.

Muito de interesse como Exu é o artificioso ["bem ou mal"] e diversamente Iansã é aquela independente de artifício, tão segura/conhecedora de si.

Eparrê Oyá!

luyspaulo
A Dama do Cachorrinho
A Dama do Cachorrinho

Mensagens : 124
Data de inscrição : 05/01/2013
Idade : 39
Localização : Três Corações-MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por luyspaulo em Seg Jan 21, 2013 11:11 am



Peguei este livro para ler hoje.

luyspaulo
A Dama do Cachorrinho
A Dama do Cachorrinho

Mensagens : 124
Data de inscrição : 05/01/2013
Idade : 39
Localização : Três Corações-MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Jabá em Seg Jan 21, 2013 5:04 pm

luyspaulo escreveu:
tmanfrini escreveu:
É no dia a dia das mulheres negras e pobres que a força de Iansã e das demais iabás se revela. No mercado sua presença se evidencia, porque troca é movimento, e o movimento caracteriza Iansã e Exu. Exu é chamado de Olóojà, o dono do mercado, mas Iansã, o vento, representa a mulher guerreira, que diz o que pensa, faz o que tem vontade e lidera os movimentos libertadores. Iansã é a dona do mercado! Iansã é uma representação social de luta e independência.

Muito de interesse como Exu é o artificioso ["bem ou mal"] e diversamente Iansã é aquela independente de artifício, tão segura/conhecedora de si.

Eparrê Oyá!

WTF? Laughing Laughing Laughing

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você está lendo? Versão Não-Literatura

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:39 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum