Rubem Fonseca

Página 1 de 12 1, 2, 3 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rubem Fonseca

Mensagem por Becco em Seg Nov 07, 2011 9:29 am

Pra inaugurar a pasta, um tópico sobre um dos autores mais requisitados aqui no fórum [ao menos pelo Jabá e o Gourmet], o mineiro mais carioca que existe: José Rubem Fonseca!



Apesar de mineiro, Fonsecaço [ou José como é chamado por quem o conhece] formou-se em direito pela UFRJ e trabalhou como delegado por 6 anos, daí o seu conhecimento sobre crime, legislação e escatologia [Laughing].
O criador de Mandrake é uma pessoa extremamente culta e reservada, que detesta dar entrevistas, aparecer em público e tirar fotos.

Começou na literatura com Os Prisioneiros (1963), livro de contos genial que já traz todas as marcas do autor: volência crua, linguagem coloquial, diálogos secos e rápidos, muita erudição, referências culturais [Não só literárias, mas musicais e cinematográficas; o homem tem um conhecimento cultural absurdo!], sexo e charutos.
Causou celeuma como conto "Feliz Ano Novo", do volume homônimo, que foi proibido e queimado pela ditadura militar.

Na seara dos contos, é, sem sombra de dúvidas, o maior autor brasileiro vivo e em atividade [embora, a partir de Pequenas Criaturas (2002), não seja tão genial quanto nos seus livros ateriores. Seu grande último livro de contos, na minha opinião, foi o maravilhoso Secreções, Excreções e Desatinos (2001)].

Seus romances, no entanto, merecem várias leituras, com destaque para A Grande Arte (1983), Bufo & Spallanzani (1986), Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos (1988) e Agosto (1990).

É também ensaísta e roteirista de cinema [roteirizou as adptações de A Grande Arte, Bufo & Spallanzani e O Homem do Ano [de sua discípula e protegida Patrícia Melo].

Seu personagem mais famoso, o advogado Mandrake, foi adaptado para uma série da HBO, que durou duas temporadas.



Publicou, durante duas décadas, pela Companhia das Letras, que são as edições mais facilmente encontráveis em sebo, mas, mudou-se para a Editora Agir, em uma negociação milionária, por que a antiga editora não publicou Gonzos e Parafusos de Paula Parisot, outra discípula do mestre.
O novo projeto gráfico da Agir é lindo, mas os leitores antigos se ressentem por já haver uma identificação muito grande entre o autor e a Companhia [eu já estou pensando em comprar tudo de novo com as novas capas].








Romances

O caso Morel (1973)
A grande arte (1983)
Bufo & Spallanzani (1986)
Vastas emoções e pensamentos imperfeitos (1988)
Agosto (1990)
O selvagem da ópera (1994)
O doente Molière (2000)
Diário de um fescenino (2003)
Mandrake, a bíblia e a bengala (2005)
O Seminarista (2009)
José (2011)

Contos

Os prisioneiros (1963)
A coleira do cão (1965)
Lúcia McCartney (1967)
Feliz Ano Novo (1975)
O cobrador (1979)
Romance negro e outras histórias (1992)
O buraco na parede (1995)
Histórias de amor (1997)
A confraria dos espadas (1998)
Secreções, excreções e desatinos (2001)
Pequenas criaturas (2002)
64 Contos de Rubem Fonseca (2004)
Ela e outras mulheres (2006)
Axilas e Outras Histórias Indecorosas (2011)

Outros

O homem de fevereiro ou março (antologia, 1973)
E do meio do mundo prostituto só amores guardei ao meu charuto (novela, 1997)
O romance morreu (crônicas, 2007)

Comecei a ler o Fonseca na adolescência, com Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos, um dos meus romances favoritos, até por que há referência a cinema e literatura russa.
Depois peguei o calhamaço Contos Reunidos, que compila os 6 primeiros livros espetaculares de contos do autor, que ainda fica na minha cabeceira pra leituras esporádicas.
Depois daí, li tudo o que eu podia ler dele, mas ainda faltam 7 livros [que incluem os três últimos, O Seminarista (2009), José (2011) e Axilas e Outras Histórias Indecorosas (2011)] que eu ainda não li propositadamente, pra sempre ter algo inédito do Zé Rubem pra ler.

Ainda tem mais coisa pra postar, mas esse post já está grande demais as it is. Comentem suas impressões do grande fescenino!

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Seg Nov 07, 2011 9:52 am

Bom, eu queria abrir esse tópico mas não poderia ter feito melhor! òtimo trabalho Becco! Fonsecaço merece.

Descobri que eu sou cropófago depois de começar a lê-lo. Bom, depois posto mais. Agora tenho que ir almoçar.

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Becco em Seg Nov 07, 2011 10:23 am

Valeu, Jabá! Esperamos seu post!

Sobre Fonseca no cinema, podemos destacar as adaptações:



* Bufo & Spallanzani (em colaboração com Patrícia Melo e Flávio R. Tambellini).
Longa-metragem, direção de Flávio R. Tambellini, 2001. Com José Mayer, Tony Ramos e outros.
O filme se vale do bom elenco e da paisagem do Rio para transpor para a tela o casamento entre trama policial e universo carioca que marca o romance e parte da obra de Rubem Fonseca. O roteiro foi premiado no Festival de Miami de 2001.






* A grande arte
Longa-metragem, direção de Walter Salles, 1991. Com Peter Coyote, Tcheky Karyo, Raul Cortez e outros.
O advogado carioca que protagoniza o romance se transformou num fotógrafo americano nesta produção internacional. Primeiro longa-metragem de Walter Salles. O roteiro foi premiado pela Associação Paulista de Críticos de Arte.






* Relatório de um homem casado
Longa-metragem, direção de Flávio Tambellini, 1973. Com Otávio Augusto, Paulo César Pereio e outros.
Adaptação do conto “Relatório de Carlos”, o filme acompanha um homem dividido entre duas mulheres e muitas angústias. Uma revelação feita a ele pelo pai moribundo é fundamental na trama.



* Lucia McCartney, uma garota de programa

Longa-metragem, direção David Neves, 1971. Com Rodolfo Arena, Nelson Dantas, Odete Lara e outros.
Adaptção do romance Lucia Mccartney, de Rubem Fonseca, o filme apresenta a história de um diplomata que, nos anos 60, tenta tirar um garota de programa da prostituição ao se apaixonar por ela.






* O Cobrador
Em 2006, sob a direção de Paul Leduc, é lançado o filme O Cobrador, baseado em quatro contos de Rubem Fonseca: "O Cobrador", do livro homônimo; "Passeio Noturno", do livro Feliz Ano Novo; "Cidade de Deus", do livro Histórias de Amor; e "Placebo", do livro O Buraco na Parede.




Roteiros escritos por Fonseca:



* Stelinha
Longa-metragem, direção de Miguel Faria, 1990. Com Ester Góes, Marcos Palmeira e outros.
A história de uma estrela decadente da música brasileira que se agarra à paixão por um homem mais jovem rendeu ao filme dez prêmios no Festival de Gramado de 1990, entre eles os de melhor filme, melhor direção, melhor roteiro e melhor atriz.



* A extorsão
Longa-metragem, direção de Flávio Tambellini, 1974. Com Paulo César Pereio, Arlete Salles, Carlos Kroeber e outros.
Fotografado com sua amante, um homem passa a ser chantageado e tem a filha seqüestrada, o que leva sua vida a sofrer uma devassa.

Adaptações para a TV aberta:

* Nau Catarineta, (1978) adaptação e direção de Antunes Filho, TV Cultura.

* Mandrake, (1983) adaptação de Euclides Marinho, direção de Roberto Farias, TV Globo.

* Agosto, (1993) adaptação de Jorge Furtado e Giba Assis Brasil, direção de Paulo José, Denise Sarraceni e José Henrique Fonseca, TV Globo.



* Lúcia McCartney, (1994) adaptação de Geraldo Carneiro, direção Roberto Talma, TV Globo.



* A coleira do cão, (2001), adaptação de Antonio Calmon, direção de Roberto Farias, TV Globo.

Para o teatro:


* O gravador (1977), adaptação e direção de Roberto Vignatti.
* Os cavalos (1979), direção coletiva e adaptação Grupo Panapaná.
* Lúcia McCartney (1987), adaptação de Geraldo Carneiro, direção de Miguel Falabella.
* O cobrador (1990), adaptação coletiva, direção de Bete Lopes.
* Idiotas que falam outra língua (1999), adaptação e direção de Fernando Guerreiro.
* Agosto (2000), “construção de uma trama entre dança, música e cenografia”. Adaptação e direção de Eliana e Sofia Cavalcante.

Fonte:
http://pesquisandorubemfonseca.blogspot.com/p/adaptacoes.html

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por tiago em Seg Nov 07, 2011 12:02 pm

Só li Agosto, os livros dele são sempre noir ou varia os gêneros?
Desse seriado do Mandrake só vi as cenas de nudez. A daquela atriz que é meio espanhola é ótima. Smile

tiago
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 849
Data de inscrição : 17/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Gourmet em Seg Nov 07, 2011 12:25 pm

Não gosto de classificar a literatura como "noir". É uma expressão tipicamente cinematográfica para identificar os filmes informados pelo expressionismo alemão, luzes estouradas, alto contraste e preto no branco. A temática era assim também, com fronteiras bem definidas. Essa estética prevaleceu nos filmes policiais e tinham também um tom sexual intenso.

Depois resolveram que isso deveria ser gênero literário.

A questão é que não vejo exatamente isso no Rubem. Ele tem umas nuances que não se enquadram no "noir", basta só ver O CASO MOREL e BUFO.

Gourmet
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Karenina em Seg Nov 07, 2011 5:13 pm

Gostei bastante do Vastas emoções, mas não é lá meu estilo literário favorito.

Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Seg Nov 07, 2011 8:20 pm

Iniciei minha admiração pelo velho numa tarde de ócio nos idos de 2009 quando me deparei em algum canto obscuro da internet com o conto FELIZ ANO NOVO. Minha reação foi: Shocked Shocked Shocked

Próximo passo foi comprar uma obra que representasse ao máximo a produção do cara. Comprei isso aqui traduzido direto do russo:



Quando terminei de ler minha reação foi: Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked

Em seguida li:











Então descobri que sou um dos personagens do Fonseca.

Recentemente vi Bufo & Spalanzani. Bem fiel. Meyer ficou perfeito como Gustavo Flávio. Andei tentando baixar Mandrake mas desisiti sme completar o 1° episódio.

O fato é que quando o véi mudou de editora a Americanas vendeu algumas coisas a preço de banana e eu abocanhei uns 10 a 12 livros. Espero começar uma maratona dentro de alguns dias.

No mais, Rubem Fonseca é ídolo e VASTAS EMOÇÕES até agora foi o melhor romance por conta da subtrama envolvendo o Babel e o climão NOIR de O falcão Maltês!!! cheers cheers cheers

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Gourmet em Seg Nov 07, 2011 8:56 pm

O próprio Rubem interpretando O SEMINARISTA. É um livro que gosto bastante e considero que há um ponto no livro em surge um viés interpretativo que muda tudo. Depois a gente pode debater isso.


Gourmet
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por tmanfrini em Seg Nov 07, 2011 10:14 pm

Curto o cara, mas vocês adoram! Surprised

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Ter Nov 08, 2011 7:18 pm

tmanfrini escreveu:Curto o cara, mas vocês adoram! Surprised

Mas claro! ele é Deus!

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Ter Nov 08, 2011 10:39 pm

Esses são os livros que ainda não li. Desses, vou escolher uns 5 pra maratona. Devo começar com OS PRISIONEIROS que traz um Fonseca em estado bruto.




Aguardem novidades. tongue

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Gourmet em Qui Nov 10, 2011 5:22 pm

Postando agora com mais tempo. O Lorenzo fez um tópico muito bonito, cheio de referências.

Eu gosto muito da ambiguidade dos personagens e do viés anti-heróico, masoquista e violento dos personagens do Fonseca. A literatura dele tem um contexto urbano, decadência e uma moral relativizada que fazem parte da própria identidade da obra, completamente integrados aos tempos atuais.

Tem também o fato de que Rubem Fonseca é literatura pra macho. Testosterona literária. Coisa boa pra se ler bebendo, fumando ou na entrefoda.





Agora, sintam-se à vontade de saltar os próximos parágrafos, porque é minha trajetória das leituras.

Eu tenho todos os livros do Rubem Fonseca, menos as coletâneas de contos, que são 3 - O HOMEM DE FEVEREIRO OU MARÇO, CONTOS REUNIDOS e 64 CONTOS. Excepcionalmente comprei a coletânea A COLEIRA DO CÃO, reunindo os dois primeiros livros, porque estava autografada.

Rubão é um dos meus escritores prediletos e comecei a lê-lo de 2001. Meus primeiros livros foram SECREÇÕES e FESCENINO. Havia também uma coletânea de contos muito bem produzida, capa dura e preta, que por pouco não foi meu primeiro livro dele. Na época do segundo grau eu quase furtei esse livro numa livraria, ele custava caríssimo. Depois ganhei de um amigo A COLEIRA DO CÃO. O quarto livro foi O SEMINARISTA. Eu tinha uma namorada à ocasião que convivia bem com livros e entre uma cruza e outra eu lia o livro na cama.

Quase todos os outros livros eu comprei no mesmo momento do Jabá, quando o velho saiu da Cia e os livros dele entraram em saldo. Acabei por fechar a coleção de todos os livros dele na Cia e gosto muito do trabalho gráfico. A formatação deles é soberba e agradabilíssima de se ler, além do papel ser o pólen, tão macio quanto a Xuxa.

Perdem num aspecto particular: a resenha que foi incluída no final das edições da Agir/Nova Fronteira. As capas novas também são um espetáculo à parte. Oportunamente eu posto uma foto com as capas da Cia pra gente ter um painel completo.

Rubem Fonseca é um contista extraordinário, mas seus romances são dignos dos mesmos méritos. O CASO MOREL, A GRANDE ARTE e BUFO são coisas tão finas e singulares que sempre sinto vontade de reler. O SEMINARISTA merece muito mais o rótulo de um conto expandido que de um romance, mas foi o livro que revigorou minha vontade de ler Rubem.

Fechei também a maioria dos livros de contos. Ficaram faltando MANDRAKE, ELA, LUCIA MCCARTNEY e todos os livros compreendidos entre BUFO e SECREÇÕES.

Provavelmente minha próxima safra será a dos romances históricos: AGOSTO, O SELVAGEM DA ÓPERA e O DOENTE MOLIÈRE.

Depois eu discuto um a um o que li.

Gourmet
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Qui Nov 10, 2011 9:57 pm

Gourmet escreveu:Postando agora com mais tempo. O Lorenzo fez um tópico muito bonito, cheio de referências.

Eu gosto muito da ambiguidade dos personagens e do viés anti-heróico, masoquista e violento dos personagens do Fonseca. A literatura dele tem um contexto urbano, decadência e uma moral relativizada que fazem parte da própria identidade da obra, completamente integrados aos tempos atuais.

Tem também o fato de que Rubem Fonseca é literatura pra macho. Testosterona literária. Coisa boa pra se ler bebendo, fumando ou na entrefoda.




Da gosto ver tudo organizado assim. cyclops

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Karenina em Sex Nov 11, 2011 5:52 am

Gourmet enche a gente de orgulho.

Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Gourmet em Sex Nov 11, 2011 8:26 am

Eu reservo essas obsessões completistas para alguns poucos autores (especialmente pelas minhas limitações econômicas). Quando um sujeito é fodão, eu fico querendo conhecer o lado B e encontrar as obras medíocres. Acho que é nelas que a gente aprende o pulo do gato e também descobre se o autor é um farsante ou um gênio. A merda é que o Rubem começou com o pé na porta e passou mais 30 anos produzindo livros virtuosíssimos.

Aguardando o Jabá relevar suas "novidades" secretas. Momento "mostra o seu que eu mostro o meu." bounce

Gourmet
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Becco em Sex Nov 11, 2011 8:42 am

Tenho que comentar isso detalhadamente, mas tenho que corrigir 100 provas por dia, então acho que só no feriado, mas já adianto que este está o tópico mais bonito do fórum [exceto pelo NSFW].

Não tenho tantos livros do Fonsecaço por que comecei a lê-lo na adolescência e só pegava os da biblioteca do SESC e lá tinha alarme, não dava pra roubar [um dia ainda faço um tópico sobre roubo de livros, pra ver o povo se entregando aqui]!

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Karenina em Sex Nov 11, 2011 8:52 am

Gourmet escreveu:Aguardando o Jabá relevar suas "novidades" secretas. Momento "mostra o seu que eu mostro o meu." bounce

Ui diliça

Karenina
Crime e Castigo
Crime e Castigo

Mensagens : 870
Data de inscrição : 19/09/2011
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Sex Nov 11, 2011 2:46 pm

Pelo visto O SEMINARISTA só saiu pela Agir. Confere?

Afinal, como é a estrutura das edições dessa editora?

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por César em Sex Nov 11, 2011 3:27 pm

Jabá, tem muita coisa dele fora de catálogo?

_________________
http://arecordfullofsournotes.tumblr.com

César
Púchkin
Púchkin

Mensagens : 1792
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário http://twitter.com/likeapisces

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Sex Nov 11, 2011 3:39 pm

César escreveu:Jabá, tem muita coisa dele fora de catálogo?

Ainda se encontra facilmente por aí os da Cia. da Letras. Basicamente os da coleção do Gourmet. Mas o que eu percebi foi a grande quantidade de queimas que foram realizados depois da mudança de editora. Comprei livro por 10 paus na Americanas.

Os da Agir (que o Becco postou) é simplesmente tudo do autor.

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Mat em Sex Nov 11, 2011 7:52 pm

Vocês recomendam começar por onde?

Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Gourmet em Sex Nov 11, 2011 8:00 pm

Mat escreveu:Vocês recomendam começar por onde?

Dos que li.

Romances: BUFO & SPALLANZANI, A GRANDE ARTE, O CASO MOREL.
Contos: A COLEIRA DO CÃO, FELIZ ANO NOVO, O COBRADOR. Há também O HOMEM DE FEVEREIRO OU MARÇO, que congrega seus dois primeiros livros de contos, ou 64 CONTOS DE RUBEM FONSECA.

Gourmet
A Senhoria
A Senhoria

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Sab Nov 12, 2011 5:42 pm

Mat escreveu:Vocês recomendam começar por onde?

Mat, vou te recomendar você iniciar pelos contos, já que o velho é o grande mestre nacional do gênero (pronto, falei). Se quiser ter uma visão geral da obra, comece por 64 contos. A desvantagem desse livro é que é um calhamaço de 800 páginas.

Se quiser uma leitura mais ágil, vá de O COBRADOR, FELIZ ANO NOVO e o HOMEM DE FEVEREIRO OU MARÇO. Qualquer um destes te dá uma boa visão da obra também e são inegavelmente repletos de contos clássicos, inclusive os dois primeiros homônimos.

Quanto aos romances recomendo iniciar por VASTAS EMOÇÕES E PENSAMENTOS IMPERFEITOS já que tem uma ligação direta com o livro A CAVALARIA VERMELHA do russo Isaac Babel, e acredito que você iria gostar por motivos óbvios.

Em seguida vá de A GRANDE ARTE e BUFO & SPALANZANI. Nesses você vai se deparar com dois dos melhores personagens já criados por ele: O advogado Mandrake e o escritor Gustavo Flávio.

Aí o resto é só felicidade. Smile

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Mat em Dom Nov 13, 2011 8:18 am

Valeu cara, devo começar pelos romances.

Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Jabá em Dom Nov 13, 2011 9:10 pm

Terminei hoje.



TÍTULO: Os Prisioneiros
AUTOR: Rubem Fonseca
EDITORA: Companhia das letras

Simplesmente estonteante o livro de estréia de Rubem Fonseca. Repleto de personagens que representam as mais diversas facetas do gênero humano o autor disseca o que temos por dentro e expõe escancaradamente, seja o pior ou o aceitável da natureza humana.
Composto por 11 contos, OS PRISIONEIROS começa com o belíssimo “Fevereiro ou março” onde um halterofilista que se diverte espancando transeuntes no carnaval acaba se envolvendo num mundo que não conhece: o da alta sociedade. Em “Duzentos e vinte e cinco gramas”, o autor envolve o leitor numa macabra situação, onde um médico convida um ex-namorado de uma falecida a assistir sua necropsia, onde narra com um detalhismo desconcertante o feito, reduzindo o ser humano a nada mais do que um pedaço de carne podre.
Dentre os outros, merece destaque “Henri”, onde um assassino expõe os detalhes de sua arte; “Gazela” um belíssimo conto sobre as sutilezas do amor; “Os prisioneiros” em que um suposto louco hipocondríaco troca de posição com sua psicanalista; E o enigmático “O inimigo” cuja narrativa parte de um homem que está sobre a tênue linha que separa a sanidade da loucura, restando ao leitor decidir se seus amigos do ginásio que ele procura vinte anos depois para relembrar as aventuras da mocidade foram de fato realidade ou imaginação de sua mente desequilibrada.
No geral, ÓTIMO livro, onde pelo que se vê, o autor definiu a fórmula que o consagrou em toda a sua riquíssima produção literária. Recomendadíssimo!

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rubem Fonseca

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:55 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 12 1, 2, 3 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum