Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por tmanfrini em Dom Nov 27, 2011 9:32 pm

Uma das diversas cartas do autor dirigida a Stálin (28 de março de 1930)
Após uma análise de meus recortes de jornais, achei na imprensa da União Soviética, nos dez anos de meu trabalho literário, 301 citações a meu respeito. Delas, 3 são elogiosas; 298 são hostis e ofensivas.
... Com estes documentos na mão, eu gostaria de demonstrar que a imprensa soviética, com seus diversos órgãos públicos que se encarregam do controle de publicações, nesses anos do meu trabalho literário tentam, unânime e ferozmente, comprovar que a obra de Mikhail Bulgákov não pode existir neste país.
E eu declaro que a imprensa da união soviética tem toda a razão."
Mikhail Bulgákov (1891 - 1940)
Ex-médico, nascido em Kiev, capital da Ucrânia, portanto conterrâneo de seu herói Nicolai Gógol, Bulgákov morreu jovem, vítima de nefro-esclerose.
Foi um dos poucos escritores que continuou, de maneira incômoda, satirizando o regime soviético em um dos seus piores momentos: a quebra da Nova Política Econômica (NEP) e o início dos expurgos e massacres nos quais milhões de agricultores pereceram.
O Mestre e Margarida, seu último e mais importante romance, foi escrito entre 1928 e 1940, ano de sua morte. Uma obra autobiográfica onde figuram sua terceira esposa, Elena Bulgákov, como modelo de Margarida, e Mefistófeles, o Diabo goethiano tirado de Fausto, como protótipo para Woland.
Assim como o Mestre, Bulgákov foi impiedosamente maltratado pela censura de um estado que só admitia o "realismo-socialista".
Entre outras obras suas, destacam-se:
Coração de Cachorro
A Guarda Branca
Ovos Fatais
Diabolíadas

além de dezenas de peças teatrais.
Extraído das orelhas da edição de 1992 da Ars Poetica de O Mestre e Margarida. Ainda sobre o último título deixo o endereço - http://cr.middlebury.edu/Bulgakov/PUBLIC_HTML/index.html

Também fotografei com a câmera do celular a uma ilustração do desfecho feita por Enio Squeff, perdoem a resolução por enquanto -

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Becco em Seg Nov 28, 2011 6:04 am

Ah, Bulgákov fez mais uma vítima!



Bulgákov é o meu autor russo não-lido preferido!
Não sabia nada de sua existência até que uma aluna me mostrou um livro que tinha esta capa enigmática.



"É sobre o Diabo, professor. O Diabo visitando Moscou. Tem um gato gigante demoníaco!"

Diabo! Moscou! Gato gigante! Porra, fiquei apaixonado! Tenho que ler este livro!
Mas era muito caro, e não o comprei até hoje.
Não quero uma edição fuleragem, quero a da Alfaguarra ou outra melhor!

Acho essa capa da edição americana muito foda:



Pra não dizer que não tenho nada dele, comprei esta maravilha num sebo:



É um livro lindo: metade dele é uma biografia do Bulgákov escrita pelo professor Homero Freitas de Andrade e a outra é uma seleção de contos autobiográficos do autor!

Recomendo a todos o Sr. Bulgákov!

Thais, fale mais sobre suas impressões de leitura. Demorou muito pra ler o livro? Qual seu personagem predileto?

_________________

Becco
Dostoiévski
Dostoiévski

Mensagens : 2504
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 37
Localização : Fortaleza - CE

Ver perfil do usuário http://literaturarussa.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Mat em Seg Nov 28, 2011 8:50 am

Eu só li "O mestre e margarida" e achei bem intrigante a caracterização dos personagens. Não foi um livro que marcou profundamente, porém, deixou lá suas marcas.

Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por tmanfrini em Seg Nov 28, 2011 12:47 pm

Babei pelo seu O Diabo Solto em Moscou, Becco.
Uma semana útil.
Ah, eu diria que a Margarida! Posso sentir a pulsação dela pelas páginas. Mas simpatizo com todos, mesmo os mais enlameados pela sátira.
[Não sei, Matheus, como não deixou maiores marcas em você, é de se estranhar! De minha parte ainda um tanto estupefata e sem palavras.]
Oh, deuses, deuses! O que é que essa mulher queria? O que queria essa mulher, em cujos olhos sempre brilhava uma luz incompreensível, o que queria essa bruxa com um olho ligeiramente estrábico, que se enfeitou naquela primavera com as mimosas?

A reflexão promovida pelo todo do enredo é altamente balsâmica.

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por César em Ter Nov 29, 2011 1:07 am

Não quero chocar ninguém, mas é a melhor prosa russa do século XX. Se tivesse vivido mais teríamos mais clássicos.

Quero muito o Diabo a Solta em Moscou, se não tivesse tão curto de grana já teria comprado antes.

_________________
http://arecordfullofsournotes.tumblr.com

César
Púchkin
Púchkin

Mensagens : 1792
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário http://twitter.com/likeapisces

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por tmanfrini em Ter Nov 29, 2011 1:23 am

César escreveu:Não quero chocar ninguém, mas é a melhor prosa russa do século XX. Se tivesse vivido mais teríamos mais clássicos.

Quero muito o Diabo a Solta em Moscou, se não tivesse tão curto de grana já teria comprado antes.
Emprestar-me-á. flower

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Jabá em Ter Nov 29, 2011 2:19 pm

Foda essas capas com os chaninhos.

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por tmanfrini em Ter Nov 29, 2011 2:26 pm

Por capa prefiro da Ars Poetica.

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por schmidt em Dom Jan 29, 2012 5:08 pm

No mestre e Margarida, foi da comitiva do Capeta (chamado Woland, algum significado especial pra Woland?) que eu mais gostei, em especial do trio formado por Behemoth (o Gato-Preto que falava), o cara do monoculo rachado (Koroviev, esse é safado e poderia muito bem ser um dos burocratas do "Processo" ou do "Castelo") e por Azzazelo (o carrasco). O gato-preto é disparado o mais trapaceiro e nao contente em enganar a cidade toda tenta engazopar ate o Chefe.
A Margarida e a Hella (a mulher-pelada que completa a comitiva do diabo) pelo contrario nao me chamou a atencao. O Mestre escreve um livro sobre Poncio Pilatos --- dizem que os Stones escreveram "Sympathy for the Devil" depois de lerem esse livro --- mas acaba enlouquecendo depois que conhece o Woland. Aqui vai um trecho:

Mas ninguem vinha. O fogo rugia no forno, a chuva jorrava nas janelas. Entao, aconteceu o extremo. Tirei os pesados manuscritos e os rascunhos do romance de uma gaveta da mesa e comecei a queima-los. É muito dificil fazer isso, porque o papel escrito queima a contragosto. Arrancava os rascunhos, quebrando as unhas, e os colocava de pe entre as achas de lenha, remexendo as folhas com o aticador. De quando em quando as cinzas me venciam, sufocando a chama, mas eu lutava contra elas, e o romance, mesmo resistindo, obstinado, estava perecendo. Palavras conhecidas cintilavam diante de mim, o amarelo subia incontrolavelmente pelas paginas, de baixo para cima, mas apesar de tudo as palavras se deixavam ver. Elas so desapareciam quando o papel enegrecia, e, enraivecido, eu as destruia com o aticador.

Woland depois recupera o manuscrito 150 paginas depois e solta a frase "manuscritos nao ardem".

Agora....."O Diabo Solto em Moscou" é um livro que eu compraria so pelo titulo mesmo sem saber do que se trata!

schmidt
A Dama do Cachorrinho
A Dama do Cachorrinho

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/01/2012
Idade : 42
Localização : Volta Redonda

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por tmanfrini em Dom Jan 29, 2012 5:26 pm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Woland

Mas você vem a saber que eles estão/são assim por sina ou castigo. [A comitiva]
Cara!, Margarida é um dos personagens femininos mais apaixonantes de que já li! Dê logo o braço ao Mat em termos de incompreensibilidade.
O Diabo Solto em Moscou é biografia.

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por tmanfrini em Seg Fev 06, 2012 12:45 am

Do trecho final no conto "Palavras" de Roseana Murray, sobre Bella Chagall. Fiz logo a ponte com a sentença dos manuscritos que não ardem.
Dentro de mim, essa mulher que nunca conheci, que morreu tão jovem, essa mulher feita de palavras arruma os castiçais. Suas velas nunca se apagam. As palavras não morrem.

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

The Life of Monsieur de Molière

Mensagem por tmanfrini em Seg Ago 27, 2012 5:10 pm

http://books.google.com.br/books?id=csaTEE3uBhIC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false

tmanfrini
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 1513
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 24
Localização : Navegantes - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por schmidt em Qui Out 25, 2012 8:25 pm

Um Bulgakov que eu nunca tinha ouvido falar (e vou comprar mes que vem)

http://www.edusp.com.br/detlivro.asp?ID=412295

é so mandar uma copia do contra-cheque, que ai a gente ganha um codigo e paga metade do preco, ou seja, sai por R$ 30,00!

schmidt
A Dama do Cachorrinho
A Dama do Cachorrinho

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/01/2012
Idade : 42
Localização : Volta Redonda

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Franz em Sex Nov 09, 2012 6:29 pm

schmidt escreveu:Um Bulgakov que eu nunca tinha ouvido falar (e vou comprar mes que vem)

http://www.edusp.com.br/detlivro.asp?ID=412295

é so mandar uma copia do contra-cheque, que ai a gente ganha um codigo e paga metade do preco, ou seja, sai por R$ 30,00!

Edusp é phoda! Fico todo babão com esse site!

Diabo Solto em Moscou tá na estante já!

Franz
A Dama do Cachorrinho
A Dama do Cachorrinho

Mensagens : 143
Data de inscrição : 23/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Jabá em Sex Nov 09, 2012 6:57 pm

Laranjinha escreveu:
schmidt escreveu:Um Bulgakov que eu nunca tinha ouvido falar (e vou comprar mes que vem)

http://www.edusp.com.br/detlivro.asp?ID=412295

é so mandar uma copia do contra-cheque, que ai a gente ganha um codigo e paga metade do preco, ou seja, sai por R$ 30,00!

Edusp é phoda! Fico todo babão com esse site!

Diabo Solto em Moscou tá na estante já!

Fiz umas compras recentes na EV e esse livro não tá saindo por menos de R$ 50,00 a edição da Alfaguarra. Sad

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por schmidt em Ter Nov 13, 2012 11:02 am

Paguei R$ 43,80 na EDUSP (R$ 30,00 o livro e R$ 13,80 o frete)

schmidt
A Dama do Cachorrinho
A Dama do Cachorrinho

Mensagens : 137
Data de inscrição : 26/01/2012
Idade : 42
Localização : Volta Redonda

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Jabá em Ter Nov 13, 2012 11:33 am

schmidt escreveu:Paguei R$ 43,80 na EDUSP (R$ 30,00 o livro e R$ 13,80 o frete)

Encontrei por R$ 42,00 nas casas Bahia fora o frete.

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por César em Ter Nov 13, 2012 11:41 am

Só compro livro nesses lugares decadentes hoje em dia Laughing

_________________
http://arecordfullofsournotes.tumblr.com

César
Púchkin
Púchkin

Mensagens : 1792
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo/SP

Ver perfil do usuário http://twitter.com/likeapisces

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Jabá em Ter Nov 13, 2012 2:01 pm

Entrei no site da EDUSP mas não achei o título.

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Mat em Qua Nov 14, 2012 9:46 am

Ela, por sua vez, apresso-se, enfiou a cabeça ruiva pelo basculante, estendeu o braço o quanto pôde, começou a arranhar com as unhas a tranca inferior e a balançar a janela. Seu braço começou a esticar feito borracha e cobriu-se de um musgo verde cadavérico. Finalmente, os dedos verdes da morta alcançaram a tranca, viram-na, e a janela se abriu [...] Rímski gritou baixinho, enconstou na parede e protegeu-se com a pasta [...]Ele entendeu que chegara o seu fim[...]. A janela escancarou-se, mas em vez do frescor e do aroma noturno das tílias, um cheiro de túmulo tomou conta do recinto furtivamente. A morta pisou no batente. Rímski avistou com nitidez as manchas de decomposição em seus seios. - O mestre e Margarida, pág 180

Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Jabá em Qua Nov 14, 2012 9:47 am

Mat escreveu:
Ela, por sua vez, apresso-se, enfiou a cabeça ruiva pelo basculante, estendeu o braço o quanto pôde, começou a arranhar com as unhas a tranca inferior e a balançar a janela. Seu braço começou a esticar feito borracha e cobriu-se de um musgo verde cadavérico. Finalmente, os dedos verdes da morta alcançaram a tranca, viram-na, e a janela se abriu [...] Rímski gritou baixinho, enconstou na parede e protegeu-se com a pasta [...]Ele entendeu que chegara o seu fim[...]. A janela escancarou-se, mas em vez do frescor e do aroma noturno das tílias, um cheiro de túmulo tomou conta do recinto furtivamente. A morta pisou no batente. Rímski avistou com nitidez as manchas de decomposição em seus seios. - O mestre e Margarida, pág 180

Me dá ele de presente? I love you

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Mat em Qua Nov 14, 2012 9:50 am

Jabá escreveu:
Mat escreveu:
Ela, por sua vez, apresso-se, enfiou a cabeça ruiva pelo basculante, estendeu o braço o quanto pôde, começou a arranhar com as unhas a tranca inferior e a balançar a janela. Seu braço começou a esticar feito borracha e cobriu-se de um musgo verde cadavérico. Finalmente, os dedos verdes da morta alcançaram a tranca, viram-na, e a janela se abriu [...] Rímski gritou baixinho, enconstou na parede e protegeu-se com a pasta [...]Ele entendeu que chegara o seu fim[...]. A janela escancarou-se, mas em vez do frescor e do aroma noturno das tílias, um cheiro de túmulo tomou conta do recinto furtivamente. A morta pisou no batente. Rímski avistou com nitidez as manchas de decomposição em seus seios. - O mestre e Margarida, pág 180

Me dá ele de presente? I love you

Claro I love you

Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Jabá em Qua Nov 14, 2012 9:57 am

Mat escreveu:
Jabá escreveu:
Mat escreveu:
Ela, por sua vez, apresso-se, enfiou a cabeça ruiva pelo basculante, estendeu o braço o quanto pôde, começou a arranhar com as unhas a tranca inferior e a balançar a janela. Seu braço começou a esticar feito borracha e cobriu-se de um musgo verde cadavérico. Finalmente, os dedos verdes da morta alcançaram a tranca, viram-na, e a janela se abriu [...] Rímski gritou baixinho, enconstou na parede e protegeu-se com a pasta [...]Ele entendeu que chegara o seu fim[...]. A janela escancarou-se, mas em vez do frescor e do aroma noturno das tílias, um cheiro de túmulo tomou conta do recinto furtivamente. A morta pisou no batente. Rímski avistou com nitidez as manchas de decomposição em seus seios. - O mestre e Margarida, pág 180

Me dá ele de presente? I love you

Claro I love you

Como faz?

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Mat em Qua Nov 14, 2012 10:03 am

Jabá escreveu:
Mat escreveu:
Jabá escreveu:
Mat escreveu:
Ela, por sua vez, apresso-se, enfiou a cabeça ruiva pelo basculante, estendeu o braço o quanto pôde, começou a arranhar com as unhas a tranca inferior e a balançar a janela. Seu braço começou a esticar feito borracha e cobriu-se de um musgo verde cadavérico. Finalmente, os dedos verdes da morta alcançaram a tranca, viram-na, e a janela se abriu [...] Rímski gritou baixinho, enconstou na parede e protegeu-se com a pasta [...]Ele entendeu que chegara o seu fim[...]. A janela escancarou-se, mas em vez do frescor e do aroma noturno das tílias, um cheiro de túmulo tomou conta do recinto furtivamente. A morta pisou no batente. Rímski avistou com nitidez as manchas de decomposição em seus seios. - O mestre e Margarida, pág 180

Me dá ele de presente? I love you

Claro I love you

Como faz?

Vá pra Praça Pedro II hoje lá pelas 16 horas e me procure. Estarei de preto com o livro na mão.
Até lá, amigo! I love you

Mat
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 2968
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Jabá em Qua Nov 14, 2012 10:12 am

Praça Pedro II Laughing

_________________
"Os livros que o mundo chama de imorais são os livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha" (Oscar Wilde)

Jabá
Guerra e Paz
Guerra e Paz

Mensagens : 3734
Data de inscrição : 06/09/2011
Idade : 36
Localização : Teresina/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mikhail Afanásievitch Bulgákov [Михаи́л Афана́сьевич Булга́ков]

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:38 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum